Artesanato da Madeira

Descobrir a história do Artesanato da Madeira é explorar, também, a própria história dos madeirenses. Dos utensílios desenvolvidos para responder às necessidades do dia a dia até às peças mais criativas, este legado histórico chegou até aos dias de hoje e constitui um dos patrimónios culturais mais valiosos da região.

As primeiras expressões artesanais no arquipélago terão surgido logo nos primeiros tempos do processo de povoamento. Isto porque a população precisava de recorrer a estes métodos para produzir bens de primeira necessidade e utensílios de uso doméstico.

Algumas das peças mais icónicas do Artesanato da Madeira, que são, ainda, muito procuradas pela população local e pelos visitantes, tiveram origem, precisamente, nesse dever de dar resposta a necessidades básicas. Como tal, o fabrico das célebres botas de vilão, por exemplo, começou por ser uma forma de assegurar que uma franja da população, sobretudo do interior da ilha madeirense, não tivesse de andar descalça.

Por sua vez, o “barrete de orelhas” - um gorro tradicional feito com lã - revelou-se extremamente útil para os pastores que guardavam o gado na serra. Porém, com o passar do tempo, o Artesanato da Madeira foi-se tornando cada vez mais criativo. Surgiram, então, novas peças com conceitos de design mais inovadores, respondendo assim ao crescente número de clientes que, entretanto, se fidelizou a este tipo de artigos ímpares.

A esmagadora maioria da produção destas peças artesanais tem um caráter familiar. Trata-se de um saber secular que tem passado de geração para geração. Tradicionalmente, este trabalho é realizado em oficinas rudimentares, na própria casa dos artesãos. Desenvolvem-se, aí, todas as etapas da produção, desde a preparação da matéria-prima até aos acabamentos mais minuciosos dos artigos.
Atualmente, atendendo à cada vez mais sólida reputação do Artesanato da Madeira, são muitas as peças produzidas no arquipélago. Existem, assim, artigos elaborados com canavieira ou madeira, objetos empalhados em vime, peças de cerâmica ou de olaria, as botas de vilão, os embutidos, as bonecas de massa, de palha e de milho que ostentam trajes regionais. Há ainda as miniaturas de carrinhos de cesto do Monte e de casas de Santana, os tapetes e artigos de vestuário, os instrumentos musicais ou os barretes de orelhas, por exemplo.
Os artesãos madeirenses são conhecidos pelo rigor, cuidado e sensação que empregam no seu trabalho. Só assim podem assegurar a criatividade, a autenticidade e a excelência que caracterizam o Artesanato da Madeira.
Onde comprar
Bordal
Rua Dr. Fernão de Ornelas, 77. 9050-021 Funchal
Loja do Artesanato IVBAM, IP-RAM
Rua Dos Ferreiros, 152
Keep in Touch
@visitmadeira
Subscreva e receba informações importantes sobre o seu destino de férias favorito.